sábado, 26 de novembro de 2011

Falando sobre Deus

Vede quão grande amor nos tem concedido o Pai, que fôssemos chamados filhos de Deus. I JO 3.1a
            Seu trono está acima dos céus, Ele está revestido de glória e majestade, seu poder se eleva até os altos céus, criador da Terra e de todo universo, as nuvens são pó dos seus pés, onisciência, onipresença e onipotência estão diante Dele! Como compreender que o ser mais importante do universo, a pessoa mais preciosa do mundo escolheu nos amar? Como entender que o Todo Poderoso nos adotou como filhos?
            Não um amor humano baseado em condições, mas um amor que não depende do que sou ou do que faço, simples e incondicionalmente Ele escolheu nos amar. Mas por quê?
            Na verdade não há resposta para o porquê de tanto amor! O amor do Pai não é para ser compreendido, mas para ser aceito, sentido!
            Muitos acham que estamos separados pelo céu, Deus nos céus e nós na terra. Esse pensamento nos distancia da vontade perfeita do Pai, de nos relacionarmos com Ele. Se somos filhos temos toda liberdade que um filho tem com seu pai, e devemos considerar que nem o melhor pai de todo o planeta pode-se comparar com o Pai celestial!
            Quanto tempo perdemos com nossos anseios, desejos, ressentimentos e pecados, quando poderíamos estar vivendo cada momento desfrutando nesse Amor, nesse relacionamento?! Quando olhamos pra nós pensamos que somos alguma coisa, mas quando olhamos pra Ele percebemos que não somos nada. Onde estaríamos? Ou o que seríamos se não fosse esse amor?
            Esse Amor existe, é acessível e apalpável! Ele nos cerca!
Assim como Ele escolheu nos amar, temos que fazer essa escolha por Ele! Essa escolha é demonstrada nas nossas atitudes, buscando mais de Deus, renunciando a nós mesmos, e procurando o bem estar do nosso irmão!
Não há nada que possamos fazer para retribuir esse amor, a não ser dá-Lo o nosso todo!
Mileno Mendes Gusmão

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Razões Pelas Quais As Pessoas Não Vão À Igreja

                          
 "E Jesus, tendo ouvido isto, disse-lhes: Os säos näo necessitam de médico, mas, sim, os que estäo doentes; eu näo vim chamar os justos, mas, sim, os pecadores ao arrependimento." (Marcos 2, 17)
Jesus veio ao mundo para anunciar arrependimento, Ele não veio para aqueles que já estavão sãos , mas sim para os enfermos , rejeitados e indignos ! Para que atravéz dEle, essas pessoas pudessem encontrar salvação e refugiu.
Deus chama a conversão os despresados pela sociedade. Assim como os leprosos que eram excluidos. Deus chama cada um, msm com seus problemas, não importa a vida passada. O que importa é o querer Jesus, pois Jesus quer a cada um de nós.
Amém.

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Arrependimento é mudança de Comportamento


E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra. 2 Crônicas 7:14

            Deus é onisciente, Ele sabe todas as coisas, Ele sabe das coisas das quais precisamos nos arrepender.
            Todos nós pecamos, erramos, mas para nossa sorte temos um Deus que é fiel e justo para nos perdoar de todos os nossos pecados.  É o Espírito Santo que convence o homem do pecado, do juízo e da justiça, O Espírito Santo é a Terceira Pessoa da Trindade Divina. Ele é Santo, Puro e Perfeito.
            É Ele que convence, mas somos nós que temos que tomar uma decisão, somos nós que precisamos de ter a atitude de nos humilharmos, de orarmos ao Senhor, de buscar a face Dele e nos converter (arrepender) dos maus caminhos, Ele nos ouvirá, nos perdoará e sarará a nossa terra. A “terra” são as nossas vidas, nosso coração onde habita o Senhor Jesus, mas Jesus só habita em templos limpos, e o arrependimento é o primeiro passo para mantermos o
templo limpo e assim o Senhor fazer morada em nós.
            O arrependimento é mudança, é exatamente uma vida totalmente voltada
para o Senhor Jesus. O arrependimento é uma atitude que deve ser constante em nossas vidas, e não somente quando aceitamos Jesus pela primeira vez, deve ser algo pleno na minha vida, na sua sua vida dia após dia, e assim termos e mantermos uma vida de SANTIDADE ao Senhor, uma vida reta perante o Senhor. Santidade é o principal atributo de Deus e uma qualidade a ser desenvolvida em nós!
            Santo não é aquele que não peca, mas sim aquele que peca e se arrepende do pecado, se humilha perante o Senhor, e pede PERDÃO pelos seus pecados, esse sim é santo, pois busca a santidade no seu cotidiano, busca a santidade no seu dia a dia.
Diz o Senhor: Sede santos, porque eu sou santo. (1Pe 1:16)
Ana Flávia Rodrigues

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Ele vive...


                               video

Malaquias 4:2 - "2 Mas para vós, os que temeis o meu nome, nascerá o sol da justiça, e cura trará nas suas asas; e saireis e saltareis como bezerros da estrebaria. " 


 Ps : Não se esqueça de maximizar a tela para poder assistir.